Publicado por: osvaldopalmeira | maio 21, 2010

Quando o interesse do patrão está acima do interesse popular

Na noite de quarta-feira, a Rede Globo exibiu mais uma reportagem contrária à implantação do Porto Sul em Ilhéus, desta vez repercutindo a entrega de um documento em que ambientalistas pediram à ministra do meio ambiente que a obra não seja realizada.

A exemplo do que ocorreu na cobertura de um abraço à Lagoa Encantada, convescote entre empresários hoteleiros, milionários, artistas e ambientalistas, que rendeu reportagens no Fantástico e no Bom Dia Brasil; a matéria sobre o encontro com a ministra usou a Lagoa como uma espécie de “isca”, já que o local não sofrerá qualquer impacto com a implantação do empreendimento.

Mas, entre mostrar a Ponta da Tulha, um vilarejo cheio de problemas e com elevado índice de desemprego, onde a base operacional do Porto Sul será implantada, e a paradisíaca Lagoa Encantada, optou-se pelo engodo, o que aliás tem sido praxe nessa questão do Porto Sul. Imagina-se o efeito que hipotética destruição daquela maravilha na natureza tem sobre as pessoas que assistem aos telejornais globais.

As reportagens veiculadas pela Rede Globo são o que, no jargão jornalístico, chama-se de IP, sigla para Interesse do Patrão.

Explica-se: por trás da aparente preocupação ambiental demonstrada pela Rede Globo, em matérias questionando a Ferrovia Oeste-Leste e Porto Sul, em Ilhéus, no Sul da Bahia, está o interesse particular de um dos proprietários das Organizações Globo, o empresário Roberto Irineu Marinho, que possui móveis na região. No caso de Roberto Irineu Marinho e de outro mega-empresários (alguns deles também mega-anunciantes na Rede Globo), que vez por outra desfrutam as belezas naturais do Sul da Bahia, mas desconhecem a realidade local, o único impacto será a visão dos navios que farão o transporte de minérios, no cais off shore, localizado a quatro quilômetros da praia.

Quando aos ambientalistas, existe sim muita gente bem intencionada, algumas delas com certa dose de ingenuidade, fácil de ser manipulada. Gente que está sim, preocupada com a conservação da natureza e que vê o porto como ameaça.

Mas existe também gente que faz da causa ambientalista um negócio altamente rentável, que se alia aos hoteleiros e donos de mansões em nome dos próprios interesses, pouco se importando com os impactos positivos que o Porto Sul terá numa economia combalida pela vassoura-de-bruxa.

Na mesma tarde em que a Rede Globo cobria o encontro de um empresário milionário e de um ambientalista com a ministra, centenas de representações empresarias, sindicais e de associações de moradores de Ilhéus se reuniam para se posicionar favoravelmente ao Porto Sul.

Nem um mísero repórter da emissora apareceu por lá.

Entre o interesse do patrão e o interesse popular, a Rede Globo nem titubeia em suas escolhas.

Postado por blog do Thame

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: