Publicado por: osvaldopalmeira | maio 1, 2012

Atacar juros é o Plano Real de Dilma

pronunciamento de Dilma e1335881092282 Atacar juros é o Plano Real de Dilma

Os bancos não podem continuar cobrando os mesmos juros enquanto a taxa básica cai, a economia permanece estável e a maioria paga as suas contas em dia. O setor financeiro não tem como explicar essa lógica perversa aos brasileiros.

(Presidente Dilma Rousseff, no pronunciamento feito em cadeia nacional de rádio e televisão na véspera do 1º de Maio)

***

A decisão tomada pela presidente Dilma Reousseff de partir para o ataque contra os altos juros cobrados pelos bancos vai na mesma linha do combate à inflação desfechado pelo Plano Real que, nos anos 1990. elegeu duas vezes Fernando Henrique Cardoso para a presidência da República.

A diferença é que Dilma já está na presidência há 16 meses e seu governo bate seguidos recordes de popularidade. Se a inflação era o maior problema da economia brasileira no período pós-ditadura, os juros altos são o maior entrave hoje para o crescimento sustentável do país.

Nada mais justo, portanto, que Dilma aproveite a sua lua de mel com a população para fazer o que nenhum antecessor dela teve coragem: confrontar o setor financeiro cujos lucros crescem em progressão geométrica a cada ano.

Meu amigo José Alencar, o vice de Lula, já falecido, com certeza ficaria orgulhoso de ver a presidente falando na televisão. Afinal, ele passou oito anos no governo reclamando dos juros altos. Dilma agora atendeu aos seus apelos.

O governo estava de olho nos bancos desde agosto do ano passado, quando o Banco Central começou a reduzir a taxa básica de juros (Selic), que hoje está em 9% ao ano, a mais baixa dos últimos tempos.

Os grandes bancos brasileiros nem se coçaram com a iniciativa de Dilma e continuam cobrando 185% de juros ao ano no cheque especial. De fato, é um acinte para a população brasileira que o chamado “spread”, a diferença entre o que o banco nos paga de rendimentos e o que cobra quando vamos fazer um empréstimo: 176 pontos percentuais.

Para quem a conhece, até que demorou muito para Dilma perder a paciência. Sem subir o tom de voz, com o semblante sereno, mas com firmeza, ela foi direto ao ponto no pronunciamento da noite sesta segunda-feira:

“É inadmissível que o Brasil, que tem um dos sistemas financeiros mais sólidos e lucrativos, continue com os juros mais altos do mundo”, cobrou a presidente na TV.

Até abril, o governo tentou negociar a redução dos juros com o presidente da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Murilo Portugal, mas o setor não queria ceder nada e ainda tentou tirar alguma vantagem.

Foi a gota d´água. O presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, dispensou a interlocução de Portugal e determinou aos principais bancos públicos do pais, o Banco do Brasil e a Caixa Economia Federal, que tomassem a iniciativa de reduzir os juros. Os grandes bancos privados, para não perder a freguesia, teriam que vir atrás, o que de fato já está acontecendo.

Apesar de tratar de um problema econômico, o discurso de Dilma foi essencialmente político, ao pedir diretamente à população que procure as taxas de juros mais baixas.

“A Caixa e o Banco do Brasil escolheram o caminho do bom exemplo e da saudável concorrência de mercado, provando que é possível baixar os juros cobrados dos seus clientes em empréstimos, cartões, cheque especial, inclusive no crédito consignado”.

É tudo o que gostariam de ouvir os brasileiros que foram às compras nos últimos anos e agora fazem contas para ver como vão pagar suas dívidas. Com juros menores, eles ganharão confiança até para comprar o que falta _ e a economia continuará girando.

É este o Plano Real de Dilma Rousseff, um belo presente para os trabalhadores no seu dia, até para os que estão trabalhando no feriado…

Leia mais blogs do Portal R7

Leia as notícias do Portal R7 no Facebook

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: